Vocês que nos acompanham aqui já devem estar familiarizados com nossos posts falando sobre a importância do SUS. Acreditamos que podemos contribuir muito com nossa sociedade levando o conhecimento que temos do potencial do nosso sistema público de saúde e, enquanto empresa do setor de tecnologia para saúde, levando novas soluções para que nossos clientes possam gerenciar da maneira mais eficiente possível a saúde pública nos municípios.


Neste post, vamos falar de um dos programas de saúde mais importantes do nosso país, referência no mundo e reconhecido tanto pela ONU quanto pela OMS, o Programa Nacional de Imunização ou PNI. Criado em 1973, o programa tem como missão organizar a política nacional de vacinação, a fim de controlar, eliminar ou erradicar doenças imunopreveníveis. O programa é coordenado pelo Ministério da Saúde em conjunto com as esferas estaduais e municipais.


Através do PNI são distribuídas mais de 300 milhões de doses anuais em vacinas, soros e imunoglobulinas. E até isso chegar lá na sala de vacinação do seu município, existe toda uma logística que depende dessa coordenação entre os três níveis (federal, estadual e municipal).


Como funciona a distribuição de vacinas no Brasil?


Primeiramente, todo e qualquer imunobiológico a ser distribuído no país deve antes passar pela aprovação da ANVISA e, em seguida, é responsabilidade do governo federal buscar os laboratórios que possam suprir essa demanda. Após o fechamento das negociações com os laboratórios, assim que os imunizantes ficam prontos, eles são enviados ao centro de distribuição do Ministério da Saúde e, a partir daí, entra em cena a CRF - Central de Rede de Frios, responsável pela segurança e pela qualidade dos processos de armazenamento, distribuição e transporte.


A definição das quantidades de vacinas que serão distribuídas para cada estado é feita pelo próprio SUS em conjunto com as três esferas, levando em consideração o perfil epidemiológico de cada estado e município. Finalizando o processo da logística, após a definição das quantidades, o centro de distribuição envia as doses para as secretarias estaduais de saúde e estas enviam aos municípios que, por fim, distribuem para os postos de saúde.


Erradicação de doenças através da vacinação no Brasil


Toda essa logística, a coordenação entre o Ministério da Saúde e os níveis estaduais e municipais, e também a criação e a divulgação das campanhas de vacinação, contribuíram para a erradicação de várias doenças no país, como por exemplo, a varíola a poliomielite, além da redução dos casos e mortes derivadas do sarampo, da rubéola, do tétano, da difteria e da coqueluche.


Todas as campanhas e os calendários de vacinação são definidos pelo PNI, considerando a situação epidemiológica, o risco, a vulnerabilidade e as especificidades sociais, com orientações específicas para crianças, adolescentes, adultos, gestantes, idosos e povos indígenas. No entanto, é preciso continuamente conscientizar toda a população da importância dessas campanhas de vacinação, para que as doenças que já foram erradicadas ou tiveram seu impacto diminuído não voltem a se tornar recorrentes.


E agora, com o processo de vacinação da Covid-19 avançando, fica ainda mais evidente o quanto é importante termos um programa desse nível. O índice de vacinação contra a Covid-19 no Brasil se deve, e muito, à coordenação entre os 3 níveis e ao histórico de campanhas de vacinação bem sucedidas no país, garantindo a distribuição adequada e a conscientização da população sobre a importância da vacinação, para que possamos colocar mais uma doença naquela lista das que foram erradicadas ou controladas no país.


E o Programa Nacional de Imunização é apenas um entre os diversos programas que tornam o SUS tão presente na vida de cada cidadão brasileiro. Dá pra entender o motivo de sermos tão apaixonados pelo SUS, não é mesmo? Para mais conteúdos com esse, se inscrevam aqui no nosso blog e nos sigam nas redes sociais.


Até a próxima!


“Cada vez mais a tecnologia tem se mostrado uma aliada indispensável da saúde. Desde março de 2020, unimos forças para fazer as adequações necessárias e desenvolver soluções para atender as demandas impostas pela pandemia.


Nesse contexto, a Olostech vem trabalhando para realizar as transformações necessárias, desenvolvendo novas ferramentas e melhorando as soluções existentes.


2021 também foi um ano de transformações em nossa empresa. Mudamos nossa estrutura, estamos ajustando nossos processos e investindo no desenvolvimento de nossos colaboradores.


Tudo isso para que, em 2022, estejamos cada vez mais próximos de nossos clientes, fornecendo soluções eficazes e o apoio necessário para que possamos, juntos, continuar trabalhando por uma saúde pública de qualidade.”


Alfredo Roeder Junior - Diretor Presidente e Fundador da Olostech

Andreia Justo - Diretora Executiva



2021 foi um ano de muitos desafios e muitas conquistas. Nessa retrospectiva, vamos trazer um pouco de tudo que aconteceu por aqui, relembrando as principais soluções disponibilizadas para nossos clientes ao longo do ano.


Iniciamos a implantação do aplicativo e-Cidadão Saúde em 7 municípios clientes e esperamos, com ele, transformar a forma como o cidadão se relaciona com os serviços de saúde de seu município. Ao longo do ano, foram lançadas diversas funcionalidades que podem gerar impactos diretos na qualidade do atendimento e nos índices de absenteísmo dos municípios. Nessa retrospectiva, revisitamos algumas delas!


Uma das principais funcionalidades que lançamos esse ano foi a solicitação de atendimento através do aplicativo, em que o usuário pode informar qual o período no qual deseja ser atendido e o motivo de seu pedido. Também lançamos a solicitação de transferência ou cancelamento de agendamentos. Funciona assim: depois que a unidade efetua o agendamento, o usuário recebe um aviso com as informações de agendamento, se não puder comparecer, basta solicitar transferência ou cancelamento do agendamento.


Além das solicitações, lembretes e avisos, como o de receitas de medicamentos a vencer, que lembra o usuário de agendar sua consulta para renovação da receita, e também o Aviso de Vacinas, que gera alertas para segunda dose da vacina da Covid-19 e para todas as vacinas, para o usuário e seus familiares.


No que diz respeito aos serviços de mensageria, o nosso aplicativo permite o envio de mensagens personalizadas, tanto da Secretaria de Saúde ou diretamente da Unidade de Saúde. Além de toda a consultoria e planejamento de implantação, a Olostech ofereceu aos seus clientes materiais de campanha do aplicativo personalizados para divulgação do aplicativo junto à população.


Também foi um ano de olharmos para o Previne Brasil. Implementamos relatórios de acompanhamento dos indicadores do programa, para que os gestores e todas as equipes possam monitorar seus resultados e compreender como estão sendo contabilizados os indicadores. Realizamos ainda uma série de treinamentos, palestras e uma live sobre coleta de dados e registro de indicadores do Previne Brasil no Sistema Olostech, visando otimizar ao máximo o registro de dados no sistema.


Além dessas frentes, lançamos o novo modelo de gestão de cotas para Consórcios Intermunicipais de Saúde, que permite que os municípios consorciados proponham e gerenciem suas cotas junto ao Consórcio Intermunicipal, possibilitando maior autonomia e agilidade.


Iniciamos também a implantação dos serviços de assinatura digital em 4 clientes Olostech. Nestes municípios, profissionais de saúde já contam com a possibilidade de assinar digitalmente os prontuários de seus atendimentos, garantindo total segurança dos dados e economicidade.


Lançamos ainda um portal para que o usuário SUS notifique problemas de saúde à secretaria de saúde de maneira remota, a partir do qual os casos são triados e os pacientes orientados. O projeto surgiu voltado à notificação de casos suspeitos de dengue, que podem ser notificados e passam a ser acompanhados pelo sistema de monitoramento. Este portal também está disponível no aplicativo e-Cidadão Saúde.


Destacamos ainda alguma melhorias como: a possibilidade de geração automática de número SINAN; uma ferramenta para criação de modelos de editais no Sistema de Gestão de Compras Públicas - SGCP e o Painel de Chamadas nas Salas Informatizadas.


Outra novidade, é que agora os treinamentos Olostech estão disponíveis por videoaulas. Ao longo de 2021, disponibilizamos mais de 60 videoaulas sobre as funcionalidades e ferramentas do sistema, para que os profissionais tirem suas dúvidas ou relembrem aspectos específicos das ferramentas sempre que quiserem.


Foi um ano intenso de atendimentos, sempre buscando fazer o melhor pelos nossos clientes! Foram mais de 240 reuniões, 2612 protocolos de atendimento finalizados e mais de 208 protocolos de melhorias atendidos!


Além de todas essas ações, ainda estivemos bastante focados em atender as demandas da pandemia que, com a ampliação da vacinação, trouxe novas necessidades de recursos para auxiliar os municípios nesse contexto. Para conferir tudo que fizemos, acesse nosso post “Como ajudamos nossos clientes no enfrentamento da Covid-19”.


Sempre atentos às necessidades de nossos clientes e às novas demandas do Ministério da Saúde, nosso time continua focado em facilitar e otimizar o trabalho dos profissionais de saúde. E, para 2022, estamos preparando muitas novidades!


Desde o início da pandemia, concentramos nossos esforços para ajudar os clientes Olostech no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Já são mais de 250 adaptações e melhorias no software implementadas desde março de 2020, mais de 391* chamados relacionados à Covid atendidos durante o ano de 2021 e 253.371* notificações de casos suspeitos de Covid-19 registradas em nosso sistema por 16 municípios clientes Olostech.


Nesse post, destacamos alguns exemplos de como a tecnologia da informação pode ser uma aliada poderosa no enfrentamento à Covid-19, apresentando as principais ferramentas e melhorias fornecidas pela Olostech para auxiliar os profissionais de saúde nessa luta.


Módulo de notificação e monitoramento de pacientes


Quando a Covid-19 iniciava seu avanço mais crítico no Brasil, colocamos à disposição dos clientes Olostech uma ferramenta para Notificação e Monitoramento de casos de Covid-19. Com esta ferramenta, a notificação de um caso suspeito pode ser feita em qualquer ponto da Rede, seja uma unidade básica, uma Policlínica, um prestador privado, a Rede Hospitalar, etc. Estas notificações são gerenciadas de forma centralizada, aumentando a capacidade de monitorar pacientes e permitindo ampla atenção a cada caso suspeito.

Criada em 2009, para monitorar casos de H1N1, esta é uma ferramenta de notificação e monitoramento de pacientes, que foi aprimorada para facilitar a execução do protocolo do Ministério da Saúde. Com esta ferramenta é possível cadastrar o agravo Covid-19, definir sintomas, situação do paciente e comorbidades. A partir destas informações, é possível, a partir de qualquer ponto de atenção da rede, notificar um caso suspeito, e, então, após notificação (que é 100% compatível com as informações presentes na notificação do e-SUS VE), permite que sejam feitos monitoramentos dos pacientes a cada 48 horas, conforme o protocolo de manejo, e entrega aos gestores importantes relatórios em tempo real. Já são mais de 30 melhorias implementadas neste módulo, para que possamos chegar o mais perto possível da necessidade de cada gestão municipal. Porém, não paramos por aí!


Automonitoramento no aplicativo e-Cidadão Saúde


Lançamos em nosso aplicativo e-Cidadão Saúde, a opção de automonitoramento, ou monitoramento para seus familiares, que permite que os cidadãos diagnosticados ou com suspeita de Covid-19 ou Síndrome Gripal enviem diariamente, direto de suas casas, informações a respeito de sua situação de saúde. Mediante configuração, é possível sinalizar quais sintomas e situações devem gerar alertas, e então, as equipes responsáveis pelos monitoramentos podem acompanhar estes pacientes notificados sem que seja necessário uma ligação telefônica ou aplicativo de mensagens.


Portal de notificação de problemas de saúde.


O uso da TI na saúde vem se tornando uma realidade cada vez mais presente no Brasil e, com as necessidades de redução de aglomerações, soluções para atendimento remoto de outras situações de saúde se tornaram cada vez mais urgentes. Nesse contexto, um de nossos clientes, vivendo um caso de surto de dengue, levantou a necessidade de uma nova ferramenta onde os usuários pudessem notificar a secretaria de saúde sobre seus problemas de saúde e a equipe responsável pudesse avaliar se são sintomas típicos da Dengue, tudo de maneira remota. Diante disso, lançamos um portal que permite a notificação de problemas de saúde. Nesse portal, qualquer pessoa do município pode comunicar à secretaria de saúde, a qualquer momento, seus sintomas e condição de saúde, ou de seus familiares. Os casos serão triados e os pacientes orientados. Casos suspeitos de dengue poderão ser notificados e passarão a ser acompanhados pelo sistema de monitoramento. Esta notificação de problemas de saúde também poderá ser realizada a partir do aplicativo E-cidadão saúde.


Além dessas inovações, foram realizadas inúmeras melhorias e adaptações, como a disponibilização de ferramenta para notificações de casos suspeitos em todos os pontos de atenção da rede; notificação à equipe de enfermagem, médicos e dentistas de suspeita de Síndrome Respiratória desde a recepção do paciente; o destaque das informações de monitoramento no prontuário do paciente, facilitando a visualização pela equipe de saúde e também a adaptação do módulo de Atendimento de Urgência e Emergência para que os PAs funcionassem como Hospitais de Campanha.


2021: ano de vacinação!


Este ainda foi um ano de forte enfrentamento à pandemia da Covid-19, porém, com características e necessidades muito diferentes do cenário de 2020. Durante o ano de 2021, os clientes Olostech iniciaram e intensificaram a vacinação contra a Covid-19, o que, aos poucos, alterou o cenário da crise e trouxe esperança de tempos mais calmos. Com isso, por aqui, trabalhamos ativamente para apoiar nossos clientes nestas novas necessidades e desafios.


Integração do sistema Olostech com a RNDS para registro de dados da campanha de vacinação


Nos primeiros meses do ano, disponibilizamos a integração do sistema Olostech com a Rede Nacional Dados em Saúde, a RNDS, possibilitando que as doses de vacina contra a Covid-19 fossem enviadas ao sistema do Ministério da Saúde de forma automática e diária. Esta integração foi disponibilizada a todos os clientes, que puderam aderir, desde o início do ano, a esta nova forma de registro, que torna mais eficiente e segura a transmissão de dados da campanha de vacinação contra a Covid-19. Além disso, o módulo possui funcionalidades de identificação de população não vacinada e busca ativa, gerando alertas de vacinas próximas ou em atraso, tanto para o usuário atendido quanto para seus familiares, além de relatórios para o mapeamento da situação do município.


Notificação de prazos de vacinas no celular através do Aplicativo e-Cidadão Saúde


Com a integração do aplicativo à Sala de Imunização Informatizada, que calcula os aprazamentos, as Secretarias de Saúde puderam garantir que os usuários SUS fossem notificados através de avisos personalizados sobre os prazos das doses de reforço de todas as vacinas importantes, inclusive da Covid-19.


Também trabalhamos em novos relatórios de vacinação e de monitoramento da Covid-19 e criamos novas possibilidades de filtros em relatórios, além de novas opções de visualização de pacientes com sintomas e agravantes. Outras funcionalidades que auxiliaram no processo de vacinação dos grupos prioritários foram a validação de atestados médicos com uso de QR-Code e a emissão de declarações médicas padronizadas.


Além disso, orgulhamo-nos de estarmos presentes em municípios que se destacaram internacionalmente no combate à pandemia. Foi o caso de Joinville, que foi considerada referência em gestão da pandemia pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). Já em Jaraguá do Sul, o “Telemonitoramento Covid” (parceria entre IDOMED - Estácio e a Secretaria Municipal de Saúde), utilizando nosso módulo de monitoramento, foi um dos destaques selecionados para o Laboratório de Inovação - Conselhos de Saúde e Participação Social na resposta à Covid-19 idelaizado pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) e pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).


Na medida em que as características da pandemia foram mudando e os nossos clientes precisaram se reorganizar, fizemos o possível para que nossas ferramentas também fossem se adequando à nova realidade. Nossa parceria é de longa data, e continuamos presentes para o fortalecimento do SUS e suas ações no combate à Covid-19.




*dados até 22/11/2021, sistema Olostech.